Skip to main content

[Inspirações] - Chris Gardner

Chris Gardner é uma grande inspiração. É um homem de garra e que conseguiu vencer. Acredita que podemos traçar o nosso próprio caminho e alcançar os objectivos que definimos para nós mesmos. 
Saiu ontem no Tertúlias à Lareira =)

Vida
Christopher Paul Gardner nasceu a 9 de Fevereiro de 1954, em Milwaukee, Wisconsin. 
A infância de Chris foi marcada pela pobreza, violência doméstica, alccolismo, abuso sexual e analfabetismo. Nunca conheceu o pai e vivia com a mãe, Bettye Jean Triplett, quando não vivia em lares adoptivos. 
Depois da escola, entrou para a Marinha e após a dispensa, mudou-se para S. Francisco. Aqui, trabalhou como associado de Pesquisa Médica e para um distribuidor de mercadoria científica (máquinas específicas). 
Em 1981, ele estava determinado em encontrar uma carreira tanto lucrativa, como gratificante. Fascinado pelas finanças, mas sem quaisquer conexões, um MBA ou até mesmo um diploma de faculdade, Gardner inscreveu-se em programas de formação em corretoras, disposto a viver debaixo da ponte se fosse preciso, enquanto aprendia um novo ofício.  A mãe de Chris Jr. deixou-os e Gardner, apesar das circunstâncias, lutou para manter o seu filho, porque como ele diz, "Quando eu era jovem, decidi que, quando tivesse filhos, eles iriam saber quem era o pai deles e que ele não iria a lado nenhum.”. 
Gardner ganhou um lugar no programa de formação de Dean Witter Reynolds, mas ele e o filho tornaram-se sem-abrigo quando não conseguiu fazer mais face às despesas com o seu escasso salário de estagiário.
Gardner trabalhou na Bear Stearns & Co de 1983 a 1987, onde se tornou um dos que ganhava mais. Em 1987, fundou a corretora Gardner Rich, em Chicago, a partir de sua casa com apenas $ 10,000. É uma corretora especializada na manutenção de fundos de pensão públicos. 
Gardner está envolvido com as iniciativas de assistência às famílias sem-abrigo, e ajuda homens e mulheres que estão empregadas, mas que ainda passam dificuldades. 
Filme – The Pursuit of Happiness 
Gardner publicou a sua autobiografia, “The Pursuit of Happiness”, em 2006, com um desejo de lançar luz sobre questões universais e mostrar que elas não têm de nos definir. Diz que está em dívida para com Bettye Jean pelo seu sucesso, por lhe ter proporcionado uma forte "genética espiritual" e ensinar-lhe que, independentemente de onde veio, pode traçar qualquer caminho e alcançar os objectivos que definiu para si mesmo. 
Em 2010, foi nomeado Embaixador de “The Pursuit of Happiness” que tem quase quarenta milhões de membros em todo o mundo. A sua missão é partilhar a sua sabedoria duramente conquistada para incentivar o público a perseguir novos desafios, em busca da realização, em qualquer fase da vida.
Gardner também foi a inspiração para o filme "À Procura da Felicidade", lançado pela Columbia Pictures, em Dezembro de 2006. Will Smith como Chris Gardner e o seu filho, Jaden Smith, como Chris Jr. 
Will recebeu o Oscar, Globo de Ouro e nomeações Screen Actors Guild pela sua performance.

Comments

Popular posts from this blog

Contos| 5 ideias para escrever

Depois de um mês que foi um D E S A S T R E, surge Março com a luz ao fundo do túnel. 
Ainda estou doente, mas se não me puser de pé o corpo e a mente habituam-se ao bem bom da caminha e não pode ser. Chega de mandriar. De pé, decidi escrever. Como se uma coisa tivesse a ver com a outra...
Eu repito: decidi escrever. Em 2013 terminei o meu primeiro draft e fiquei com menos um esqueleto na gaveta com a promessa de reduzir os restantes. Em 2014, peguei-lhe e dei-lhe uma volta de 180º, integrei muitas coisas, novas situações, personagens, twists, mas... achei que ME faltava algo enquanto escrevinhadora, talvez mais experiência como leitora. Vai daí, deixei as ideias em lume brando e dediquei-me à leitura; li de tudo, li muito, li livros pequenos e grandes, em português e inglês, físicos e e-books. 
Em 2015, propus-me a terminá-lo. E quem anda nas ruas do editanço e etc e tal, sabe como funciona. Aiiii, que isto está tão bom. Hãããn qu'é que andaste a beber?!?! Está horrível! Fui eu que e…

"A Grande Revelação", de Julia Quinn

Goodreads
Opinião
Quando se trata de Julia Quinn, não consigo ser imparcial. Não, correcção: não sei ser imparcial. Para falar a verdade, não que o seja nos outros livros que leio, mas com esta autora é diferente.
Este livro é especial, por muitos motivos. Um deles é ter revelado o GRANDE segredo que é absolutamente fenomenal. Ainda outro prende-se pelo dom que ambos os protagonistas têm em comum. Um gosto que também é o meu... e não, não vou dizer qual é porque seria um spoiler de todo o tamanho. Esperei muito tempo – talvez umas duas semanas para comprar o livro que eu pensava que sairia a dia 27 de janeiro, e mais duas semanas para comprá-lo efectivamente depois do lançamento - mas, puf, isto não é nada certo? Nada, comparado com os meses que ficarei à seca à espera do 5#, oh dear Lord…Focando a história, que isso é que importa, tinha muitas expectativas sobre ela. Quando lemos um ou dois livros de uma dada autora, ainda é como a outra. É novidade e, por gostarmos tanto, tanto, tanto,…

yWriter

Nota aos LeitoresDecidi partilhar algumas dicas, programas, sites, etc que me têm ajudado a desempenar na escrita. Incrível foi eu já ter este post escrito e agendado e alguém me dizer: tenta usar a escrita e o blogue como "testemunho" e não como "confidência". Por isso, eis-me aqui... com uma dica que me tem realmente ajudado! 
 *

Utilizo este programa há uns anos e só tenho coisas boas a dizer!

O que é yWriter?