Skip to main content

[Opiniões] - "Hex Hall", de Rachel Hawkins




Sinopse

Um bilhete só de ida para um colégio interno perdido nos pântanos do Louisiana era talvez a última coisa que Sophie Mercer esperava receber pelos seus dezasseis anos. Mas Sophie não é uma adolescente igual às outras. Sophie é uma feiticeira e, tal como os outros prodigium, feiticeiros, fadas, lobisomens e vampiros, Sophie não pode frequentar uma escola normal. O que Sophie esperava ainda menos era ser companheira de quarto de Jenna, a única vampira da escola, e ver-se enredada numa trama para descobrir quem anda a assassinar os alunos da escola ao mesmo tempo que tem que lidar com os seus novos poderes, a descoberta da importância do seu Pai na hierarquia dos feiticeiros e a sua paixão pelo namorado da sua mais recente inimiga.



Opinião


Tive conhecimento do livro através das promoções da fnac e foi (pouco) dinheiro bem gasto!! Adorei!!

O livro conta-nos a história de Sophie Mercer, uma feiticeira de dezasseis anos que após um feitiço de amor correr mal, é sentenciada a uma escola chamada Hecate Hall, ou Hex Hall, que se destina a vários Prodigium como ela (feiticeiros, fadas, lobisomens e vampiros). Na escola, torna-se companheira de quarto de Jenna, a única vampira aluna da escola e vê-se envolta num mistério que envolve um assassino. Tenta também lidar com os seus novos poderes e a descoberta da posição privilegiada do pai na hierarquia de Conselho de Feiticeiros. A juntar a isto, Rachel Hawkins agracia-nos com uma paixão abafada por Archer, namorado da sua inimiga, Elodie e por uma desconfiança de um intruso de L’Occhio di Dio (O Olho de Deus, em italiano, um grupo que se destina a exterminar os Prodigium) em Hex Hall. 

A ideia da escola interna não é inovadora, mas sendo uma amante da saga Harry Potter, foi inevitável a comparação. E, ainda mais, quando vi os habitantes estranhos que por lá deambulavam (fantasmas e… mais não digo). Apesar disso, Hawkins modificou a ideia e Hex Hall é mais do que uma simples escola. É mais uma casa de correcção para deliquentes sobrenaturais, do que uma escola “normal”. 

Devo dizer que gostei da escrita da autora. Muito flúida e incita a uma leitura contínua. Os capítulos pequenos fazem-nos ler mais do que dois ou três capítulos sem darmos por isso. Só tenho a apontar a repetição excessiva de expressões como “tipo” e “Iá”. Não gostei muito, mas sendo uma adolescente, é normal que fale assim. 

Gostei também das personagens (principalmente de Sophie e Jenna) e do mistério que as envolve. Dos leitores que leram este livro, não sei se fui a única, mas a meio comecei a criar uma teoria acerca do intruso (que se veio a confirmar), embora as explicações que estejam por detrás não tenham sido reveladas neste volume. Quanto ao assassino, confesso que constitui uma surpresa, mas ficou sempre bem patente nas entrelinhas a partir de uma certa altura. 

O segundo volume intitula-se “Vidro Demónio” e saiu em 2011. Vou lê-lo certamente e aconselho a leitura (principalmente, aos amantes do género e aos jovens).

Comments

Popular posts from this blog

Contos| 5 ideias para escrever

Depois de um mês que foi um D E S A S T R E, surge Março com a luz ao fundo do túnel. 
Ainda estou doente, mas se não me puser de pé o corpo e a mente habituam-se ao bem bom da caminha e não pode ser. Chega de mandriar. De pé, decidi escrever. Como se uma coisa tivesse a ver com a outra...
Eu repito: decidi escrever. Em 2013 terminei o meu primeiro draft e fiquei com menos um esqueleto na gaveta com a promessa de reduzir os restantes. Em 2014, peguei-lhe e dei-lhe uma volta de 180º, integrei muitas coisas, novas situações, personagens, twists, mas... achei que ME faltava algo enquanto escrevinhadora, talvez mais experiência como leitora. Vai daí, deixei as ideias em lume brando e dediquei-me à leitura; li de tudo, li muito, li livros pequenos e grandes, em português e inglês, físicos e e-books. 
Em 2015, propus-me a terminá-lo. E quem anda nas ruas do editanço e etc e tal, sabe como funciona. Aiiii, que isto está tão bom. Hãããn qu'é que andaste a beber?!?! Está horrível! Fui eu que e…

"A Grande Revelação", de Julia Quinn

Goodreads
Opinião
Quando se trata de Julia Quinn, não consigo ser imparcial. Não, correcção: não sei ser imparcial. Para falar a verdade, não que o seja nos outros livros que leio, mas com esta autora é diferente.
Este livro é especial, por muitos motivos. Um deles é ter revelado o GRANDE segredo que é absolutamente fenomenal. Ainda outro prende-se pelo dom que ambos os protagonistas têm em comum. Um gosto que também é o meu... e não, não vou dizer qual é porque seria um spoiler de todo o tamanho. Esperei muito tempo – talvez umas duas semanas para comprar o livro que eu pensava que sairia a dia 27 de janeiro, e mais duas semanas para comprá-lo efectivamente depois do lançamento - mas, puf, isto não é nada certo? Nada, comparado com os meses que ficarei à seca à espera do 5#, oh dear Lord…Focando a história, que isso é que importa, tinha muitas expectativas sobre ela. Quando lemos um ou dois livros de uma dada autora, ainda é como a outra. É novidade e, por gostarmos tanto, tanto, tanto,…

yWriter

Nota aos LeitoresDecidi partilhar algumas dicas, programas, sites, etc que me têm ajudado a desempenar na escrita. Incrível foi eu já ter este post escrito e agendado e alguém me dizer: tenta usar a escrita e o blogue como "testemunho" e não como "confidência". Por isso, eis-me aqui... com uma dica que me tem realmente ajudado! 
 *

Utilizo este programa há uns anos e só tenho coisas boas a dizer!

O que é yWriter?