Skip to main content

[Opiniões] - Trilogia "Os Jogos da Fome", Vol. II, de Suzanne Collins

Em seguimento do post de ontem, fica aqui a opinião do Volume II da trilogia Os Jogos da Fome, de Suzanne Collins, que à semelhança do primeiro, também podem ver aqui, no blogue Os Livros Nossos.




“Em chamas” é o segundo volume da trilogia “Os Jogos da Fome”.

Neste livro, Katniss voltou para casa após vencer os Jogos… juntamente com Peeta. Através de um acto de coragem (ou de estupidez), Katniss também salva o amigo da morte dada como certa pelo Capitólio. Mudam-se ambos para a Aldeia dos Vencedores do seu distrito com as suas famílias, onde também vive Haymitch e tentam adaptar-se à nova realidade.

Para celebrar os Septuagésimos Quintos Jogos da Fome, Katniss terá de voltar à arena com Peeta e os tributos dos restantes distritos que sobreviveram em edições anteriores. Novamente, o Capitólio impõe apenas uma regra: só um poderá sair vivo da arena. Face ao novo perigo, Peeta cria uma nova estratégia que emociona o público de Panem para salvar Katniss e saldar a “dívida”. Revela bem a realidade dos programas de entretenimento, reality shows, da actualidade. Na minha opinião, foi um dos factores predominantes para me cativar a atenção.

Após o primeiro livro, até pensei que a continuação fosse diferente do que realmente foi. Novamente, a autora não desiludiu e mostrou ainda mais acção do que no primeiro, apesar de no início estar um pouco parado. Contudo, aí, notei pormenores sobre o cenário futurista que se interligaram com algumas pontas soltas que ficaram por atar no primeiro volume. Embora eu tenha lido de seguida, tal era a minha “fome”, penso que ajuda o leitor a recordar os acontecimentos do primeiro livro e a não se perder.

Não sei se desilusão será a palavra correcta, mas a personagem de Gale fez-me sentir algo assim. Talvez tenha sido o meu lado romântico a esperar isso, mas contava ver um maior desenvolvimento da personagem e, consequentemente, um maior envolvimento com Katniss. Para quem teve de crescer repentinamente e trabalhar desde os onze anos, pensei que o Gale revelasse os seus sentimentos por Katniss e não permanecesse tão passivo. No entanto, ainda se viu uma ou duas situações que os tornaram mais íntimos emocionalmente e isso foi o suficiente para que Katniss se sentisse dividida entre os dois rapazes. Por um lado, tem Peeta, um rapaz carinhoso e paciente que a ajudou a sobreviver na arena. Por outro, tem Gale, um rapaz que foi obrigado a cuidar da família desde pequeno e que a ajudou a sobreviver no distrito. Quem a pode censurar, certo? É uma escolha difícil.

O final foi um pouco previsível, tal como no primeiro. Quando cheguei aos últimos capítulos, sabia o que ia acontecer. Todavia, fiquei agradada pela autora não permitir ao leitor saber o “como”. Ou seja, deu-nos a saber o destino, mas também a oportunidade de apreciarmos a viagem. O que Peeta e Katniss não esperavam era tornarem-se os rostos da revolta por toda a Panem. Assim, o final ficou novamente em aberto com Katniss a receber duas notícias avassaladoras antes de a autora dar por encerrado este volume.

Recomendo a todos, principalmente para quem gosta de leituras distópicas.

Comments

Popular posts from this blog

Contos| 5 ideias para escrever

Depois de um mês que foi um D E S A S T R E, surge Março com a luz ao fundo do túnel. 
Ainda estou doente, mas se não me puser de pé o corpo e a mente habituam-se ao bem bom da caminha e não pode ser. Chega de mandriar. De pé, decidi escrever. Como se uma coisa tivesse a ver com a outra...
Eu repito: decidi escrever. Em 2013 terminei o meu primeiro draft e fiquei com menos um esqueleto na gaveta com a promessa de reduzir os restantes. Em 2014, peguei-lhe e dei-lhe uma volta de 180º, integrei muitas coisas, novas situações, personagens, twists, mas... achei que ME faltava algo enquanto escrevinhadora, talvez mais experiência como leitora. Vai daí, deixei as ideias em lume brando e dediquei-me à leitura; li de tudo, li muito, li livros pequenos e grandes, em português e inglês, físicos e e-books. 
Em 2015, propus-me a terminá-lo. E quem anda nas ruas do editanço e etc e tal, sabe como funciona. Aiiii, que isto está tão bom. Hãããn qu'é que andaste a beber?!?! Está horrível! Fui eu que e…

"A Grande Revelação", de Julia Quinn

Goodreads
Opinião
Quando se trata de Julia Quinn, não consigo ser imparcial. Não, correcção: não sei ser imparcial. Para falar a verdade, não que o seja nos outros livros que leio, mas com esta autora é diferente.
Este livro é especial, por muitos motivos. Um deles é ter revelado o GRANDE segredo que é absolutamente fenomenal. Ainda outro prende-se pelo dom que ambos os protagonistas têm em comum. Um gosto que também é o meu... e não, não vou dizer qual é porque seria um spoiler de todo o tamanho. Esperei muito tempo – talvez umas duas semanas para comprar o livro que eu pensava que sairia a dia 27 de janeiro, e mais duas semanas para comprá-lo efectivamente depois do lançamento - mas, puf, isto não é nada certo? Nada, comparado com os meses que ficarei à seca à espera do 5#, oh dear Lord…Focando a história, que isso é que importa, tinha muitas expectativas sobre ela. Quando lemos um ou dois livros de uma dada autora, ainda é como a outra. É novidade e, por gostarmos tanto, tanto, tanto,…

yWriter

Nota aos LeitoresDecidi partilhar algumas dicas, programas, sites, etc que me têm ajudado a desempenar na escrita. Incrível foi eu já ter este post escrito e agendado e alguém me dizer: tenta usar a escrita e o blogue como "testemunho" e não como "confidência". Por isso, eis-me aqui... com uma dica que me tem realmente ajudado! 
 *

Utilizo este programa há uns anos e só tenho coisas boas a dizer!

O que é yWriter?