Skip to main content

[Epifanias] - Ressaca literária… não, obrigada!

Não sei quanto a vocês, mas eu dou muita importância ao que sinto em relação a cada leitura. E de vez em quando, fico incapacitada para continuar com elas... Isto porque sou vítima - coitadinha de mim! - da ressaca literária!

 
Quando (ou porque) aparece?
Quais os sintomas?
Como se cura?
Como prevenir?

São algumas das questões que me surgem quando me vejo confrontada com este terror!

E a ressaca, pelo menos comigo, pode acontecer em duas situações.

A PRIMEIRA
Sabem aquela sensação que vos faz comprar um livro, que vos diz que vão ADORAR e depois durante a leitura, puf… a vontade vai-se e vocês empenam durante semanas e semanas naquele livro?

Não sabem? Oh, todos os amantes de livros lá chegam um dia… (in)felizmente! É motivo de orgulho, mas não tanto. É uma merda, verdade se diga…

Ainda no último mês senti isso. Bahhh…

São momentos aterradores. Fico a pensar “qual é o meu problema? Estou a adorar este livro! Devo estar doente.”.

Durante essas semanas, em que fico de ressaca, fico a pensar no livro, fico a pensar em todas essas questões e não há maneira de pegar no livro e de o ler até ao fim. DE UMA VEZ POR TODAS!

A SEGUNDA
Quando gostamos tanto, tanto, mas tanto de um de livro, que julgamos nunca mais vir a gostar de nenhum outro livro e todos os que nos aparecem à frente nos parecem medíocres…

Vou falar na segunda. Let’s face it, todos nós já nos confrontámos, certo? Deve haver, pelo menos um livro que já vos tenha feito sentir assim e até compreendo. A sensação de vazio ao fechar o livro, o não saber explicar o que se sente e sentiu após ler as últimas palavras…



Agora, para a primeira, alguém arranja explicação?

“Tudo o que é demais enjoa” – apareceu-me agora na mente. Será mesmo? Será isso? Não faz sentido…

Sintomas Gerais
- Perda de apetite (neste caso, da leitura) e Incapacidade para ler outros livros
- Descrença nas próximas leituras que não vão igualar o que sentimos com aquele que nos deixou ressacados.

Tenho de ir ao médico, mas já o imagino:



Pois, daí que nunca vá ao médico (ou muito raramente, vá!)...

Como se cura?
Eu fico à espera que essa coisa estúpida passe… Às vezes, começo um livro, mas acabo quase sempre por deixá-lo no início e começar outro. Sim, sim... eu assassino as leituras (mas atenção que só conto com as finalizadas!) E vocês, qual a estratégia que utilizam para “curar” ambas as ressacas?

Como prevenir?
Não faço a mais pálida ideia… Só se deixar de ler, coisa que me RECUSO A FAZER, fica a dica!


Any idea? Partilhem, pf :D gosto de ver os vossos comentários!

Comments

  1. A ressaca literária acaba por ser completamente inevitável.

    Existem sempre aqueles livros que nos tocam no nosso âmago e que deixam marca, quer queiramos quer não. Mas isto ao mesmo tempo é bom. É sinal que o livro nos transmitiu algo tão forte que não iremos esquecer e sempre que nos lembrarmos dele, será sempre com aquele sorriso (seja alegre ou triste) de nostalgia.

    Beijinho e boas leituras!

    ReplyDelete

Post a Comment

Deixa aqui as tuas epifanias ^^
A gerência agradece :)

Popular posts from this blog

Contos| 5 ideias para escrever

Depois de um mês que foi um D E S A S T R E, surge Março com a luz ao fundo do túnel. 
Ainda estou doente, mas se não me puser de pé o corpo e a mente habituam-se ao bem bom da caminha e não pode ser. Chega de mandriar. De pé, decidi escrever. Como se uma coisa tivesse a ver com a outra...
Eu repito: decidi escrever. Em 2013 terminei o meu primeiro draft e fiquei com menos um esqueleto na gaveta com a promessa de reduzir os restantes. Em 2014, peguei-lhe e dei-lhe uma volta de 180º, integrei muitas coisas, novas situações, personagens, twists, mas... achei que ME faltava algo enquanto escrevinhadora, talvez mais experiência como leitora. Vai daí, deixei as ideias em lume brando e dediquei-me à leitura; li de tudo, li muito, li livros pequenos e grandes, em português e inglês, físicos e e-books. 
Em 2015, propus-me a terminá-lo. E quem anda nas ruas do editanço e etc e tal, sabe como funciona. Aiiii, que isto está tão bom. Hãããn qu'é que andaste a beber?!?! Está horrível! Fui eu que e…

"A Grande Revelação", de Julia Quinn

Goodreads
Opinião
Quando se trata de Julia Quinn, não consigo ser imparcial. Não, correcção: não sei ser imparcial. Para falar a verdade, não que o seja nos outros livros que leio, mas com esta autora é diferente.
Este livro é especial, por muitos motivos. Um deles é ter revelado o GRANDE segredo que é absolutamente fenomenal. Ainda outro prende-se pelo dom que ambos os protagonistas têm em comum. Um gosto que também é o meu... e não, não vou dizer qual é porque seria um spoiler de todo o tamanho. Esperei muito tempo – talvez umas duas semanas para comprar o livro que eu pensava que sairia a dia 27 de janeiro, e mais duas semanas para comprá-lo efectivamente depois do lançamento - mas, puf, isto não é nada certo? Nada, comparado com os meses que ficarei à seca à espera do 5#, oh dear Lord…Focando a história, que isso é que importa, tinha muitas expectativas sobre ela. Quando lemos um ou dois livros de uma dada autora, ainda é como a outra. É novidade e, por gostarmos tanto, tanto, tanto,…

yWriter

Nota aos LeitoresDecidi partilhar algumas dicas, programas, sites, etc que me têm ajudado a desempenar na escrita. Incrível foi eu já ter este post escrito e agendado e alguém me dizer: tenta usar a escrita e o blogue como "testemunho" e não como "confidência". Por isso, eis-me aqui... com uma dica que me tem realmente ajudado! 
 *

Utilizo este programa há uns anos e só tenho coisas boas a dizer!

O que é yWriter?