Skip to main content

A Forma de lá chegar é secundária

Ontem, a minha Professora de Psicologia dos Recursos Humanos, do Trabalho e Organizações (sim, o nome da cadeira é enorme, geralmente, os alunos tratam por Organizações), deu-nos a conhecer esta anedota:

***

"Era uma vez uma aldeia onde viviam dois homens que tinham o mesmo nome: Joaquim Gonçalves. Um era sacerdote e o outro, taxista. Quis o destino que morressem no mesmo dia.
Quando chegaram ao céu, São Pedro esperava-os.
- O teu nome?
- Joaquim Gonçalves.
- És o sacerdote?
- Não, o taxista.
São Pedro consulta as suas notas e diz:
- Bom, ganhaste o paraíso. Levas esta túnica com fios de ouro e este ceptro de platina com incrustações de rubis. Podes entrar.
- O teu nome?
- Joaquim Gonçalves.
- És o sacerdote?
- Sim, sou eu mesmo.
- Muito bem, meu filho, ganhaste o paraíso. Levas esta bata de linho e este ceptro de ferro.
O sacerdote diz:
- Desculpe, mas deve haver engano. Eu sou o Joaquim Gonçalves, o sacerdote!
- Sim, meu filho, ganhaste o paraíso. Levas esta bata de linho e...
- Não pode ser! Eu conheço o outro senhor. Era taxista, vivia na minha aldeia e era um desastre! Subia os passeios, batia com o carro todos os  dias, conduzia pessimamente e assustava as pessoas. Nunca mudou, apesar das multas e repreensões policiais. E quanto a mim, passei 75 anos pregando todos os Domingos na paróquia. Como é que ele recebe a túnica com fios de ouro e eu... isto?
- Não é nenhum engano - diz São Pedro. - Aqui no céu, estamos a fazer uma gestão mais profissional, como a que vocês fazem lá na Terra.
- Não entendo!

image

- Eu explico. Agora *orientamo-nos por objectivos*. É assim: durante os últimos anos, cada vez que tu pregavas, as pessoas dormiam. E cada vez que ele conduzia o táxi, as pessoas começavam a rezar. Resultados! Percebeste? Gestão por Objectivos! O que interessa são os resultados, a forma de lá chegar é completamente secundária..."


***

Portanto: Gestão por Objectivos. 
Quanto à máxima "a forma de lá chegar é secundária" aplica-se em casos raros como este. Eu não consigo espezinhar ninguém para atingir os meus objectivos e, contudo, também é uma forma de atingi-los e que muita gente usa...

Tudo isto para dizer... "Sejam felizes".
É o que a minha Prof. de Organizações diz! Ah, como adoro aquela mulher e ainda só a conheço há 3 semanas! Fez-me desejar logo inscrever-me no bendito Mestrado de Recursos Humanos e Organizações em detrimento do de Educacional... hum... vai na volta...

Comments

  1. Muito bom!! Com este post fizeste-me sentir saudades das aulas da faculdade. A minha era bastante dura e objectiva (ela sim regia-se por objectivos). Tinha uma presença muito forte. Mas gostei de organizações, embora não tenha sido a minha primeira opção, o que me fez no mestrado escolher uma disciplina opcional de organizações.
    Infelizmente estamos mesmo numa sociedade virada completamente para os objectivos e para os resultados. Não importa como lá chegas, o que importa é que os consigas. Por experiência própria é uma sensação horrível.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Que bom que te fiz sentir saudades :)
      Algumas aulas são chatas, mas aprendem-se coisas mesmo giras ao longo das aulas (quando estamos atentos, claro) :P

      E, sim, é uma sensação horrível. Será demasiado idealista pensar que se consegue atingir de outra forma? :P

      Delete
    2. Sim... Há de tudo. Mas também acho que cabe muito ao professor tornar as aulas mais agradáveis. Eu tive de tudo :).

      Eu quero acreditar que se consegue de outra forma, mas as pessoas já vão sendo formatadas para os objectivos. É a sociedade em que vivemos!A área comercial, mais concretamente a das telecomunicações, é a rainha do trabalho por objectivos (só ganhas mais se conseguires vender uma certa quantidade de pacotes promocionais - as entrevistas de selecção para esta área são duras, exigem muito de ti).

      Delete
  2. Gostei muito do teu post. =)

    A anedota é muito engraçada... e fico feliz por estares a gostar das tuas aulas.

    Quanto ao mestrado, ainda tens um tempinho para escolher. O meu conselho... pondera bem as tuas preferências. =)

    Beijinhos com essência
    Miss Tari ( psicritinha89.wordpress.com )

    ReplyDelete

Post a Comment

Deixa aqui as tuas epifanias ^^
A gerência agradece :)

Popular posts from this blog

Contos| 5 ideias para escrever

Depois de um mês que foi um D E S A S T R E, surge Março com a luz ao fundo do túnel. 
Ainda estou doente, mas se não me puser de pé o corpo e a mente habituam-se ao bem bom da caminha e não pode ser. Chega de mandriar. De pé, decidi escrever. Como se uma coisa tivesse a ver com a outra...
Eu repito: decidi escrever. Em 2013 terminei o meu primeiro draft e fiquei com menos um esqueleto na gaveta com a promessa de reduzir os restantes. Em 2014, peguei-lhe e dei-lhe uma volta de 180º, integrei muitas coisas, novas situações, personagens, twists, mas... achei que ME faltava algo enquanto escrevinhadora, talvez mais experiência como leitora. Vai daí, deixei as ideias em lume brando e dediquei-me à leitura; li de tudo, li muito, li livros pequenos e grandes, em português e inglês, físicos e e-books. 
Em 2015, propus-me a terminá-lo. E quem anda nas ruas do editanço e etc e tal, sabe como funciona. Aiiii, que isto está tão bom. Hãããn qu'é que andaste a beber?!?! Está horrível! Fui eu que e…

"A Grande Revelação", de Julia Quinn

Goodreads
Opinião
Quando se trata de Julia Quinn, não consigo ser imparcial. Não, correcção: não sei ser imparcial. Para falar a verdade, não que o seja nos outros livros que leio, mas com esta autora é diferente.
Este livro é especial, por muitos motivos. Um deles é ter revelado o GRANDE segredo que é absolutamente fenomenal. Ainda outro prende-se pelo dom que ambos os protagonistas têm em comum. Um gosto que também é o meu... e não, não vou dizer qual é porque seria um spoiler de todo o tamanho. Esperei muito tempo – talvez umas duas semanas para comprar o livro que eu pensava que sairia a dia 27 de janeiro, e mais duas semanas para comprá-lo efectivamente depois do lançamento - mas, puf, isto não é nada certo? Nada, comparado com os meses que ficarei à seca à espera do 5#, oh dear Lord…Focando a história, que isso é que importa, tinha muitas expectativas sobre ela. Quando lemos um ou dois livros de uma dada autora, ainda é como a outra. É novidade e, por gostarmos tanto, tanto, tanto,…

yWriter

Nota aos LeitoresDecidi partilhar algumas dicas, programas, sites, etc que me têm ajudado a desempenar na escrita. Incrível foi eu já ter este post escrito e agendado e alguém me dizer: tenta usar a escrita e o blogue como "testemunho" e não como "confidência". Por isso, eis-me aqui... com uma dica que me tem realmente ajudado! 
 *

Utilizo este programa há uns anos e só tenho coisas boas a dizer!

O que é yWriter?