Skip to main content

[Opiniões] "Ligação" | Saga Anjos Negros | Soraia Pereira

 

Opinião

É difícil fazer uma opinião sobre este livro, quando fui beta da Soraia e já li o livro três vezes. Contudo, vou tentar dar o meu melhor para ser, no mínimo, parcial de forma imparcial (perceberam?).
Antes de continuar, vou felicitar a editora por um pormenor – e muita gente sabe o que me custa, por não gostar dela - mas tem de se dar a mão à palmatória! É sobre o papel creme, é muito agradável à leitura e foi um bonito extra.
Agora, vou começar como sempre começo. A sinopse e a capa. Existem duas sinopses, uma no Goodreads (na qual ajudei) e outra no verso do livro, criada apenas pela autora. Sinceramente, prefiro a segunda, está mais concisa e misteriosa e não coloca tanto em cheque o conteúdo. A capa, se não fossem os olhos, estava perfeita. Uma das melhores da editora, até ao momento.
Eu li duas versões, a do livro e a do e-book corrigida, cujo primeiro capítulo está disponível na página do Goodreads. Ambas têm erros, a nível de ortografia e pontuação, principalmente. De bater com a cabeça nas paredes e revirar os olhos para dentro. Algumas frases não me fizeram sentido, verbos mal conjugados, reticências a mais, expressões do calão, vírgulas a mais, vírgulas a menos, pensamentos das personagens um pouco confusos, notas de rodapé desnecessárias, e outras inconsistências.
Em relação às personagens, a minha preferida foi o A’larick. Que posso eu dizer? Tenho um fraquinho por bad boys. O Leonardo é um tolo apaixonado, odeio quando chamam ‘princesa’ às mulheres. Que falta de originalidade! Apesar desse ‘senão’, é outro bad boy, mas mais mole. Já a Jessica, pareceu-me ser uma personagem feminina bastante forte. Respondona até dizer chega. Oh, wait, mesmo com o ‘chega’ ela não se deixa ficar. Aqui vê-se as origens nortenhas da autora.
De personagens femininas, a reter, temos mais três: Caliel, a ‘chefe’ dos Anjos Negros, Lashy, a sua ajudante, e a Nila, a governanta dos Anjos Negros. Destas, a minha preferida é a Lashy. Muito infantil, por vezes, mas provocadora e atiradiça.
Os restantes irmãos são todos muito divertidos, hilariantes, proporcionaram-me grandes gargalhadas. Não conseguia parar de rir em algumas partes da história. Uma cena que jamais esquecerei ocorre entre o A’larick e a Lashy. Oh boy… foi de levar as lágrimas aos olhos. E mais não posso dizer, com pena minha.
Um outro ingrediente, que ficou subentendido no parágrafo anterior, foi a descontração e o humor da autora. Apesar da descontração que referi, este livro, na minha opinião, é para leitores acima dos dezoito anos, pois tem cenas eróticas um pouco explícitas.
O antagonista da história teve o final que merecia. Ponto. Mas gostava de ter visto um pouco mais dele.
Este é o primeiro de uma saga de doze livros, o final deste ficou em aberto, apesar de se poderem ler separadamente.
Fora a questão dos erros, penso que faltou ajudar a Soraia a colmatar algumas falhas ao longo do discurso – directo e indirecto. E abafar alguns clichés, naturais numa primeira obra não revista por um editor decente.
Para terminar, eu gostei da história, sinceramente. É dentro do meu género predilecto – Fantástico – e, apesar de retratar uma história sobre vampiros, é muito mais do que isso. Costumo dizer e, atenção que eu dou 3 estrelas - ocasionalmente 4 - à Sherrilyn, mas costumo dizer que a Soraia é a minha (nossa?) SK portuguesa. É um elogio e tanto, hão-de pensar vocês, Estás é ‘masé’ a dar graxa e a puxar a brasa à tua sardinha. Não, nada disso. Costumo dizer que tenho o coração na boca, pois as coisas fluem tal e qual como as penso. E digo mais, a Soraia ainda tem muito que melhorar, mas que a história é linda, isso ninguém lhe tira. Esta saga ainda vai dar muito que falar! Comprem, leiam, critiquem, apontem sugestões de melhoria, só assim a autora poderá crescer.
Dei 3 estrelas no Goodreads, devido aos pontos negativos que apontei, mas a minha vontade era dar mais. Adorei a história, parabéns, Soraia!

Podem ver aqui, mais informações.  

Comments

Popular posts from this blog

Contos| 5 ideias para escrever

Depois de um mês que foi um D E S A S T R E, surge Março com a luz ao fundo do túnel. 
Ainda estou doente, mas se não me puser de pé o corpo e a mente habituam-se ao bem bom da caminha e não pode ser. Chega de mandriar. De pé, decidi escrever. Como se uma coisa tivesse a ver com a outra...
Eu repito: decidi escrever. Em 2013 terminei o meu primeiro draft e fiquei com menos um esqueleto na gaveta com a promessa de reduzir os restantes. Em 2014, peguei-lhe e dei-lhe uma volta de 180º, integrei muitas coisas, novas situações, personagens, twists, mas... achei que ME faltava algo enquanto escrevinhadora, talvez mais experiência como leitora. Vai daí, deixei as ideias em lume brando e dediquei-me à leitura; li de tudo, li muito, li livros pequenos e grandes, em português e inglês, físicos e e-books. 
Em 2015, propus-me a terminá-lo. E quem anda nas ruas do editanço e etc e tal, sabe como funciona. Aiiii, que isto está tão bom. Hãããn qu'é que andaste a beber?!?! Está horrível! Fui eu que e…

"A Grande Revelação", de Julia Quinn

Goodreads
Opinião
Quando se trata de Julia Quinn, não consigo ser imparcial. Não, correcção: não sei ser imparcial. Para falar a verdade, não que o seja nos outros livros que leio, mas com esta autora é diferente.
Este livro é especial, por muitos motivos. Um deles é ter revelado o GRANDE segredo que é absolutamente fenomenal. Ainda outro prende-se pelo dom que ambos os protagonistas têm em comum. Um gosto que também é o meu... e não, não vou dizer qual é porque seria um spoiler de todo o tamanho. Esperei muito tempo – talvez umas duas semanas para comprar o livro que eu pensava que sairia a dia 27 de janeiro, e mais duas semanas para comprá-lo efectivamente depois do lançamento - mas, puf, isto não é nada certo? Nada, comparado com os meses que ficarei à seca à espera do 5#, oh dear Lord…Focando a história, que isso é que importa, tinha muitas expectativas sobre ela. Quando lemos um ou dois livros de uma dada autora, ainda é como a outra. É novidade e, por gostarmos tanto, tanto, tanto,…

yWriter

Nota aos LeitoresDecidi partilhar algumas dicas, programas, sites, etc que me têm ajudado a desempenar na escrita. Incrível foi eu já ter este post escrito e agendado e alguém me dizer: tenta usar a escrita e o blogue como "testemunho" e não como "confidência". Por isso, eis-me aqui... com uma dica que me tem realmente ajudado! 
 *

Utilizo este programa há uns anos e só tenho coisas boas a dizer!

O que é yWriter?