Skip to main content

[Epifanias] Sweet September...





O calendário marca... e curiosamente até enaltece o 7 (aniversário do blog) ali a vermelho. 
Não fui eu, ok?




*(In)felizmente, estou a falar muito a sério.*

Setembro é um mês de amor-ódio. Para uns, é o encerrar de umas férias, é a espera das colocações, é o retorno à escola. É brincadeiras nos intervalos, é reencontrar os amigos, as palavras e os números. É rever os alunos e ver a pilha de trabalhos aumentar aos fins-de-semana. É o início anual que não conseguimos ter em qualquer outro aspecto das nossas vidas. Para outros, simplesmente é o retorno à rotina quotidiana e a uma monotonia da qual não se sentiu quaisquer saudades. Ou talvez sim. 

Para uns, é um gasto astronómico de dinheiro na compra de livros e material escolar. Para outros, é a ânsia pelo novo e as correrias às Stapples, aos Continentes, aos Pingos Doces e tudo o que venda artigos escolares por esse país fora à procura do mais barato, ou do melhor, ou, se possível, de ambos. Sejam quais forem as exigências, é a procura que incita a loucura.  


confessions of a shopaholic

Para uns, é o epíteto da incerteza se terão dinheiro para as propinas, para outros é a dúvida se conseguirão alimentar os filhos para que não vão para a escola de estômago vazio como já aconteceu em anos anteriores. 

Para uns,  é a perda do sol, da praia e do mar, dos caracóis e das bejecas tomadas num qualquer bar. É o fim das saídas à noite com uma saia e um top ou, no caso dos homens, uns calções e uma t-shirt. Para outros, é o retorno às noites mais frias, em casa, a ler livros e a beber chá ou cappuccino, ou sessões de cinema em casa e pipocas doces ou salgadas. É importante não esquecer o chocolate, o amigo de todas as horas. 

Enfim. É uma dor de cabeça. É uma (in)felicidade. É uma benção e uma maldição. É o nosso trabalho e a nossa vida. Mas será a eterna questão. Será sempre assim? Será que, no futuro, os anos lectivos começarão na mesma altura? Será que a educação irá regredir e tornar-se-á num luxo só para os mais abastados? Será? Já estivemos mais longe disso, não já?

Acho que estou no meio de ambos os pólos. E não tem de ser linear. 

Para mim, é apenas a saudade de quando as coisas eram simples. Ou, pelo menos, mais simples. 


*Há muito que não escrevo um Devaneios ou um Epifanias, mas embora este post o tenha como título, ainda não é bem o que pretendo*

Comments

  1. Realmente o mês de Setembro tem muito que se lhe diga... este ano para mim, será o início de uma vida nova...

    ReplyDelete
  2. Infelizmente este não é dos melhores "Setembro" da minha vida mas espero que as coisas melhorem:) Adorei o blog, ficou muito giro. Muita sorte para esta nova fase Ivonne. Beijos

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oh :(

      Também espero que melhore, Catarina.
      Obrigada *-* era o que eu tinha no wordpress, mas aquilo é *too much* complicado para mim.
      LOL
      beijinho**

      Delete

Post a Comment

Deixa aqui as tuas epifanias ^^
A gerência agradece :)

Popular posts from this blog

Contos| 5 ideias para escrever

Depois de um mês que foi um D E S A S T R E, surge Março com a luz ao fundo do túnel. 
Ainda estou doente, mas se não me puser de pé o corpo e a mente habituam-se ao bem bom da caminha e não pode ser. Chega de mandriar. De pé, decidi escrever. Como se uma coisa tivesse a ver com a outra...
Eu repito: decidi escrever. Em 2013 terminei o meu primeiro draft e fiquei com menos um esqueleto na gaveta com a promessa de reduzir os restantes. Em 2014, peguei-lhe e dei-lhe uma volta de 180º, integrei muitas coisas, novas situações, personagens, twists, mas... achei que ME faltava algo enquanto escrevinhadora, talvez mais experiência como leitora. Vai daí, deixei as ideias em lume brando e dediquei-me à leitura; li de tudo, li muito, li livros pequenos e grandes, em português e inglês, físicos e e-books. 
Em 2015, propus-me a terminá-lo. E quem anda nas ruas do editanço e etc e tal, sabe como funciona. Aiiii, que isto está tão bom. Hãããn qu'é que andaste a beber?!?! Está horrível! Fui eu que e…

"A Grande Revelação", de Julia Quinn

Goodreads
Opinião
Quando se trata de Julia Quinn, não consigo ser imparcial. Não, correcção: não sei ser imparcial. Para falar a verdade, não que o seja nos outros livros que leio, mas com esta autora é diferente.
Este livro é especial, por muitos motivos. Um deles é ter revelado o GRANDE segredo que é absolutamente fenomenal. Ainda outro prende-se pelo dom que ambos os protagonistas têm em comum. Um gosto que também é o meu... e não, não vou dizer qual é porque seria um spoiler de todo o tamanho. Esperei muito tempo – talvez umas duas semanas para comprar o livro que eu pensava que sairia a dia 27 de janeiro, e mais duas semanas para comprá-lo efectivamente depois do lançamento - mas, puf, isto não é nada certo? Nada, comparado com os meses que ficarei à seca à espera do 5#, oh dear Lord…Focando a história, que isso é que importa, tinha muitas expectativas sobre ela. Quando lemos um ou dois livros de uma dada autora, ainda é como a outra. É novidade e, por gostarmos tanto, tanto, tanto,…

yWriter

Nota aos LeitoresDecidi partilhar algumas dicas, programas, sites, etc que me têm ajudado a desempenar na escrita. Incrível foi eu já ter este post escrito e agendado e alguém me dizer: tenta usar a escrita e o blogue como "testemunho" e não como "confidência". Por isso, eis-me aqui... com uma dica que me tem realmente ajudado! 
 *

Utilizo este programa há uns anos e só tenho coisas boas a dizer!

O que é yWriter?