Skip to main content

"Acheron", de Sherrilyn Kenyon

Acheron (Predador da Noite, #15)

Este livro foi-me oferecido nos anos e só depois de ter lido os 13 anteriores é que me dispus a olhar para esta beleza dourada. Não faz lembrar os Ferrero Rocher?

Ainda não comi nenhum este ano, mas ando fisgada neles.

Li-o em Outubro e fiquei com ressaca. Por norma, a ressaca para a minha pessoa significa ter de esquecer para conseguir continuar a ler. Triste, eu sei, mas a vida é assim. 

Este livro fez despertar em mim um sentimento que há muito não sentia. Tinha medo de lhe pegar, tinha medo de não gostar dele depois de ler tantas opiniões positivas. A verdade é que este volume foi traduzido por outra editora e, parecendo que não, a Casa das Letras, na minha opinião, fez Milagres. Neste volume vi uma escrita madura, sem aquelas repetições excessivas que vi nos anteriores e que hoje me faz pensar na possibilidade de terem sido erros de tradução - imperdoável numa editora como a SdE, mas ela dá o que os leitores mais querem e o pormenor da tradução lá acaba por ficar esquecido. Não querem ler coisa ruim, leiam em inglês!, hão-de eles dizer. Yeah, right. Enfim.

Dividir o livro em duas partes foi um golpe de mestre. De mestre. Lembro-me de pensar que se todos os outros tivessem sido assim teriam sido mais interessantes. Interessantes e iguais e este não se destacaria, por isso afastei o pensamento e hoje digo que foi melhor assim. Golpe de mestre, Sk, muito bem, girl! 

Gostei de ambas as partes, mas mais da primeira. A segunda é aquela que a autora já nos habituou, a exploração do romance do nosso querido Ash com a sua mais-que-tudo, com a intensidade e tudo aquilo a que tem direito. A primeira é sobre o passado de Acheron e devo dizer que não me chocou tanto como eu estava à espera. Sim, é verdade que o Ash tem um passado brutal. Sim, sofreu bastante. Sim, foi horrível ler algumas partes. Mas foi isso que me fez apaixonar ainda mais pela personagem e entendê-la tão completamente. E, vamos admitir, ele nasceu antes de Cristo. Antes de Cristo. Não sou uma pessoa que se dê a cenas religiosas ou a cerimónias e muito menos a datas, mas do ponto de vista histórico é fascinante. Estou ciente de que é um livro e, infelizmente, de que a personagem não existe no plano real, mas... mas... continua a ser fascinante, caraças! Muitas vezes imagino como deve ter sido naquela(s) época(s), a brutalidade com que os pais tratavam os filhos, a prostituição como forma de sobrevivência e as violações como forma de mostrar e impôr o poder...e  as traições, os castigos, as mortes, as humilhações públicas... Digo muitas vezes que nasci na época errada, que gostaria de ter vivido numa outra, só não sei se aguentaria dois segundos, mas o desejo permanece. 

É um livro que vou guardar no coração, não só por me ter sido oferecido, mas também por ter deixado uma marca em mim. Um dos melhores deste ano e um dos melhores de sempre. 

Se estão com dúvidas sobre o que comprar para este Natal para oferecer, fiquem com esta sugestão. Eu... vou procurar os Ferrero Rocher nos armários cá de casa. Esta gente gosta de jogar ao esconde-esconde!

Boas leituras!


Comments

  1. Esse livro é mesmo bom *.* Um dia tenho que o reler :p

    Dizem que o do Styxx é tão bom ou até melhor que o do Ash. Tenho que ler xD (mas eles fizeram de modo que as lombadas coincidissem apesar de uma ser roxa e outra dourada)

    ReplyDelete
    Replies
    1. oh não sabia, então era bom que a Casa das Letras também conseguisse o do Styxx. Não é ser pobre e mal agradecida para com a SdE, mas caramba se nós pagamos temos o direito de ter algo minimamente aceitável. O que significa sem erros de tradução M-E-D-O-N-H-O-S! Cruzes...

      Delete
    2. Eu vi uma foto no Facebook e apesar das cores destoarem, eram dentro do mesmo género. Houve pessoas que disseram que odiaram o Ash no livro do Styxx. Curiosa

      Delete
    3. Não me quero armar em chica-esperta, não vá o tiro sair-me pela culatra, mas acho que tem de se separar as coisas. O Styxx tem a perspectiva dele e o Ash, por muito bom que seja, não foi nenhum anjinho. Claro que sofreu bastante, mas isso não é desculpa para alguns comportamentos que teve... Dito isto, espero não vir a odiá-lo com o livro do Styxx... quando o ler.

      Delete
    4. Yep. Vamos lá ver como corre. Quero ler para o ano :p

      Delete

Post a Comment

Deixa aqui as tuas epifanias ^^
A gerência agradece :)

Popular posts from this blog

Contos| 5 ideias para escrever

Depois de um mês que foi um D E S A S T R E, surge Março com a luz ao fundo do túnel. 
Ainda estou doente, mas se não me puser de pé o corpo e a mente habituam-se ao bem bom da caminha e não pode ser. Chega de mandriar. De pé, decidi escrever. Como se uma coisa tivesse a ver com a outra...
Eu repito: decidi escrever. Em 2013 terminei o meu primeiro draft e fiquei com menos um esqueleto na gaveta com a promessa de reduzir os restantes. Em 2014, peguei-lhe e dei-lhe uma volta de 180º, integrei muitas coisas, novas situações, personagens, twists, mas... achei que ME faltava algo enquanto escrevinhadora, talvez mais experiência como leitora. Vai daí, deixei as ideias em lume brando e dediquei-me à leitura; li de tudo, li muito, li livros pequenos e grandes, em português e inglês, físicos e e-books. 
Em 2015, propus-me a terminá-lo. E quem anda nas ruas do editanço e etc e tal, sabe como funciona. Aiiii, que isto está tão bom. Hãããn qu'é que andaste a beber?!?! Está horrível! Fui eu que e…

"A Grande Revelação", de Julia Quinn

Goodreads
Opinião
Quando se trata de Julia Quinn, não consigo ser imparcial. Não, correcção: não sei ser imparcial. Para falar a verdade, não que o seja nos outros livros que leio, mas com esta autora é diferente.
Este livro é especial, por muitos motivos. Um deles é ter revelado o GRANDE segredo que é absolutamente fenomenal. Ainda outro prende-se pelo dom que ambos os protagonistas têm em comum. Um gosto que também é o meu... e não, não vou dizer qual é porque seria um spoiler de todo o tamanho. Esperei muito tempo – talvez umas duas semanas para comprar o livro que eu pensava que sairia a dia 27 de janeiro, e mais duas semanas para comprá-lo efectivamente depois do lançamento - mas, puf, isto não é nada certo? Nada, comparado com os meses que ficarei à seca à espera do 5#, oh dear Lord…Focando a história, que isso é que importa, tinha muitas expectativas sobre ela. Quando lemos um ou dois livros de uma dada autora, ainda é como a outra. É novidade e, por gostarmos tanto, tanto, tanto,…

yWriter

Nota aos LeitoresDecidi partilhar algumas dicas, programas, sites, etc que me têm ajudado a desempenar na escrita. Incrível foi eu já ter este post escrito e agendado e alguém me dizer: tenta usar a escrita e o blogue como "testemunho" e não como "confidência". Por isso, eis-me aqui... com uma dica que me tem realmente ajudado! 
 *

Utilizo este programa há uns anos e só tenho coisas boas a dizer!

O que é yWriter?