Skip to main content

Depressão Pós-Dexter

***Escrito na primeira semana de Junho***

Há três semanas - a 20 de Maio - estava eu na minha vidinha mundana quando meti na cabeça que tinha de ver MAIS uma série. Chegando ao fim das aulas e iniciada a época de exames, a minha palavra preferida é: procrastinação. 

Portanto, escolhi Dexter. Tinha oito temporadas à minha espera e à primeira vista um elenco razoável; pensei cá para mim vais demorar um tempão a terminar

Yeaaaaaah, right, demorei duas semanas e só porque o dia não tinha mais horas. Basicamente não fiz mais nada; fui às aulas, fiz as refeições, dormir e foi só. 

Nunca pensei gostar TANTO de uma série. 
Nunca pensei ficar TÃO agarrada à série. 
Nunca pensei... fuck this shit. Desculpem a linguagem, influências da Deb, a irmã do Dexter. 

É claro que a série teve algumas falhas, não podia ser perfeita, maioritariamente temporais (ora o Dexter tinha começado a matar aos 20, ora aos 19... não se entendia, não havia consenso!), mas... mas... 

Porra, a série merece e bem a cotação que tem no IMDb. 
Depois de OITO TEMPORADAS,  a pergunta que se coloca é:


YEEEEEEEEEEEEEEEESSSSSSSSSSSSSS!



Ya... 

Se alguém estiver em dúvida, eis algumas razões para ver Dexter:

1. A interpretação de Michael C. Hall é G E N I A L. O actor já tinha entrado na série Six Feet Under, que eu ainda não vi, e tinha tido uma prestação igualmente aclamada pela crítica. 

2. É uma série sobre um serial killer, c'mon! Quantas séries temos assim? Um dos objectivos era fazer o público torcer por uma personagem que tinha tudo para ser odiada e devo dizer que conseguiram. 

3. Para além da temática da morte e crime, Dexter tem de tudo um pouco: conflitos familiares, romance, paixão, comédia... é só escolher. 

4. A irmã de Dexter. Há quem a odeie, há quem a adore. Eu cá, acho que é como as Kardashians, falem bem ou mal, falem! A Deb não deixa ninguém indiferente. A boca suja dela deve ter corrido o mundo inteiro umas 300mil vezes.

Se há mais razões, acrescentem à lista. Graças a esta minha bela terrível ideia que desde Maio que não leio nada. Em Junho li metade de Encontro em Itália, o novo romance da escritora L.C. Lavado. Fora isso... andei a ressacar com outras séries para ver se esqueço o Dexter. 



Está díficil...

Btw... 

Não me interpretem mal. Não estava à espera de um happy ending 
[Spoiler] 
Estava à espera que morresse ou apanhado e fosse preso... Nada como aquilo!

Comments

Popular posts from this blog

Contos| 5 ideias para escrever

Depois de um mês que foi um D E S A S T R E, surge Março com a luz ao fundo do túnel. 
Ainda estou doente, mas se não me puser de pé o corpo e a mente habituam-se ao bem bom da caminha e não pode ser. Chega de mandriar. De pé, decidi escrever. Como se uma coisa tivesse a ver com a outra...
Eu repito: decidi escrever. Em 2013 terminei o meu primeiro draft e fiquei com menos um esqueleto na gaveta com a promessa de reduzir os restantes. Em 2014, peguei-lhe e dei-lhe uma volta de 180º, integrei muitas coisas, novas situações, personagens, twists, mas... achei que ME faltava algo enquanto escrevinhadora, talvez mais experiência como leitora. Vai daí, deixei as ideias em lume brando e dediquei-me à leitura; li de tudo, li muito, li livros pequenos e grandes, em português e inglês, físicos e e-books. 
Em 2015, propus-me a terminá-lo. E quem anda nas ruas do editanço e etc e tal, sabe como funciona. Aiiii, que isto está tão bom. Hãããn qu'é que andaste a beber?!?! Está horrível! Fui eu que e…

"A Grande Revelação", de Julia Quinn

Goodreads
Opinião
Quando se trata de Julia Quinn, não consigo ser imparcial. Não, correcção: não sei ser imparcial. Para falar a verdade, não que o seja nos outros livros que leio, mas com esta autora é diferente.
Este livro é especial, por muitos motivos. Um deles é ter revelado o GRANDE segredo que é absolutamente fenomenal. Ainda outro prende-se pelo dom que ambos os protagonistas têm em comum. Um gosto que também é o meu... e não, não vou dizer qual é porque seria um spoiler de todo o tamanho. Esperei muito tempo – talvez umas duas semanas para comprar o livro que eu pensava que sairia a dia 27 de janeiro, e mais duas semanas para comprá-lo efectivamente depois do lançamento - mas, puf, isto não é nada certo? Nada, comparado com os meses que ficarei à seca à espera do 5#, oh dear Lord…Focando a história, que isso é que importa, tinha muitas expectativas sobre ela. Quando lemos um ou dois livros de uma dada autora, ainda é como a outra. É novidade e, por gostarmos tanto, tanto, tanto,…

yWriter

Nota aos LeitoresDecidi partilhar algumas dicas, programas, sites, etc que me têm ajudado a desempenar na escrita. Incrível foi eu já ter este post escrito e agendado e alguém me dizer: tenta usar a escrita e o blogue como "testemunho" e não como "confidência". Por isso, eis-me aqui... com uma dica que me tem realmente ajudado! 
 *

Utilizo este programa há uns anos e só tenho coisas boas a dizer!

O que é yWriter?