Skip to main content

O Ano mais estúpido do meu irmão mais novo | Miguel Morais

Edição/reimpressão: 2015
Editor: Porto Editora
Idioma: Português
Sinopse
Olá, eu sou o Miguel, e este é o diário do palerma do meu irmão mais novo! Nele vais poder ler os seus enormes disparates, em casa e na escola, esgotando a paciência à família e à professora. Tirando a adoração que tem pelo futebol, seja na PlayStation ou com caneladas a sério, tudo lhe faz confusão e o empurra para um conjunto de trapalhadas, não havendo limites para tamanha estupidez. Até mesmo a Francisca, a miúda por quem ele se apaixonou, quer distância da sua cabeça oca! Mas nem isso ele consegue perceber…
Olá, eu sou o Gonzo! Posso não ter a inteligência do meu irmão mais velho, mas isso não me impede de curtir a vida. Neste livro, não percas a chegada a casa do meu animal de estimação nem os meus jogos de futebol do campeonato da escola. Descobre também como resolvi melhorar a minha imagem com uma tesoura de cortar peixe e como criei a minha fantástica alcunha. Entra nas minhas aventuras de geocaching, vê como me diverti no Carnaval e na Páscoa e como me comportei na apresentação à família da feiosa namorada do meu irmão. Ah, claro, e prepara-te para conheceres o plano brilhante que elaborei para conquistar a Francisca!

Sobre o autor

Miguel Morais

Nasceu a 6 de outubro de 1977, em Lisboa. Publicou “Poesia para médicos, farmacêuticos, biólogos e afins…” (2009), “A (p)Alma da Arte” (2010), “A crise financeira do Pai Natal” (2010), “A viagem da Flor Dourada” (2011) e “O prédio” (2012). O seu mais recente trabalho, “O ano mais estúpido do meu irmão mais novo” (2015), foi lançado em três volumes, um por cada quadrimestre.

Comments

Popular posts from this blog

Contos| 5 ideias para escrever

Depois de um mês que foi um D E S A S T R E, surge Março com a luz ao fundo do túnel. 
Ainda estou doente, mas se não me puser de pé o corpo e a mente habituam-se ao bem bom da caminha e não pode ser. Chega de mandriar. De pé, decidi escrever. Como se uma coisa tivesse a ver com a outra...
Eu repito: decidi escrever. Em 2013 terminei o meu primeiro draft e fiquei com menos um esqueleto na gaveta com a promessa de reduzir os restantes. Em 2014, peguei-lhe e dei-lhe uma volta de 180º, integrei muitas coisas, novas situações, personagens, twists, mas... achei que ME faltava algo enquanto escrevinhadora, talvez mais experiência como leitora. Vai daí, deixei as ideias em lume brando e dediquei-me à leitura; li de tudo, li muito, li livros pequenos e grandes, em português e inglês, físicos e e-books. 
Em 2015, propus-me a terminá-lo. E quem anda nas ruas do editanço e etc e tal, sabe como funciona. Aiiii, que isto está tão bom. Hãããn qu'é que andaste a beber?!?! Está horrível! Fui eu que e…

"A Grande Revelação", de Julia Quinn

Goodreads
Opinião
Quando se trata de Julia Quinn, não consigo ser imparcial. Não, correcção: não sei ser imparcial. Para falar a verdade, não que o seja nos outros livros que leio, mas com esta autora é diferente.
Este livro é especial, por muitos motivos. Um deles é ter revelado o GRANDE segredo que é absolutamente fenomenal. Ainda outro prende-se pelo dom que ambos os protagonistas têm em comum. Um gosto que também é o meu... e não, não vou dizer qual é porque seria um spoiler de todo o tamanho. Esperei muito tempo – talvez umas duas semanas para comprar o livro que eu pensava que sairia a dia 27 de janeiro, e mais duas semanas para comprá-lo efectivamente depois do lançamento - mas, puf, isto não é nada certo? Nada, comparado com os meses que ficarei à seca à espera do 5#, oh dear Lord…Focando a história, que isso é que importa, tinha muitas expectativas sobre ela. Quando lemos um ou dois livros de uma dada autora, ainda é como a outra. É novidade e, por gostarmos tanto, tanto, tanto,…

yWriter

Nota aos LeitoresDecidi partilhar algumas dicas, programas, sites, etc que me têm ajudado a desempenar na escrita. Incrível foi eu já ter este post escrito e agendado e alguém me dizer: tenta usar a escrita e o blogue como "testemunho" e não como "confidência". Por isso, eis-me aqui... com uma dica que me tem realmente ajudado! 
 *

Utilizo este programa há uns anos e só tenho coisas boas a dizer!

O que é yWriter?