Skip to main content

Top Ten Tuesday: Autores Favoritos no género X

Primeiro Top Ten a sério aqui do blog. Palminhas.



Tal como a autora do The Broke and the bookish, aqui, primeiro decidi dividir em dois géneros e ao começar a lista vi que não era possível -.-'' sou uma fraca.
Depois vi que a Cata, do Páginas Encadernadas, a blogger com quem me juntei, tinha feito tal e qual como eu sugeri -.-'' enfim.
Vamos lá

Históricos/Época

1. Paullina Simons
A trilogia d'O Cavaleiro de Bronze é, para mim, uma trilogia histórica intemporal. Retrata o amor entre uma jovem russa de dezassete anos e um soldado soviético durante a Segunda Guerra Mundial. A autora é magistral nas descrições e com um contexto histórico bem vincado. Meteu o meu coração a saltitar e posso dizer que chorei baba e ranho. 
Livros lidos: 2 (3, com a divisão da ASA)


2. Carla M. Soares
Queria incluir esta autora que é para mim das melhores que temos em Portugal. Foi das primeiras autoras que li em 2012 - depois de um período de três anos sem ler - e a pioneira do meu gosto pelos romances de época, com o seu Alma Rebelde, por isso tenho muito a agradecer-lhe. Em Dezembro de 2014 publicou O Cavalheiro Inglês que tem todos os ingredientes para satisfazer os leitores mais exigentes, levá-los às lágrimas e ao riso. A escrita da autora é... deliciosa. Não consigo encontrar palavra melhor para descrever. 
Livros lidos: 3 (2 históricos/época)

3. Célia Correia Loureiro
Esta autora tem apenas 25/6 anos e já tem alguns romances históricos no repertório. Um deles, A Filha do Barão, foi editado em 2014 pela Marcador, cuja acção ocorre no Porto durante a Revolução Francesa. Considerei um romance bastante completo, os pontos fortes da autora são a escrita e as personagens. 
Livros Lidos: 3 [1 histórico]

4. Julia Quinn
Do género de época, Julia Quinn é considerada uma Jane Austen da actualidade. Li seis livros da série Bridgerton e adoro o humor daquela família, cada livro é uma lufada de ar fresco. 
Livros lidos: 6

5. Lisa Kleypas
Foi-me sugerida - já não sei por quem, creio que pela Cata do blog Páginas Encadernadas - com a indicação de que não tinha tanto humor e que era mais intensa que a Julia Quinn. Posso confirmar e até acrescentar que Kleypas costuma integrar mais elementos históricos. 
Livros lidos: 5

Paranormal/Fantasia

1. Lara Adrian 

Não sei como aconteceu. Num ano li o primeiro dela, no outro li os nove seguintes quase de uma empreitada, sendo que o último foi mesmo em inglês porque a editora demora anos a publicar! A saga da Raça da Noite entranhou-se-me cá de uma maneira que não sei explicar, ainda para mais  em cada volume vemos os heróis a chegar, de facto, a algum lado [apesar de criticar os últimos por considerar ter muita palha].
Livros lidos: 10

2. Liliana Lavado
Acho que ainda não li nenhuma autora de fantasia urbana que me colocasse o coração a mil e a cabeça à roda como esta. É assim que me sinto sempre que leio um livro da autora. Com uma abordagem directa e fresca, temos boas horas de leitura garantidas.
Livros lidos: 3

3. J.K.Rowling
Não podia deixar de ser. É a "mãe" desta gente toda, a minha primeira autora, a que me introduziu no mundo do fantástico. E ainda estou à espera da minha carta...
Livros lidos: 7

4. Sherrilyn Kenyon

Tenho pena que as traduções em Portugal sejam tão mal feitas, porque merece melhor. A saga dos Predadores da Noite é épica e apesar de eu ter algumas reservas com sagas looooongas - pois parece que é fazer render o peixe - não tiro o mérito à autora. Humor e sarcasmo são duas características que a descrevem.
Livros lidos: 16

5. J.R.Ward

Não que seja uma autora que leia muito ou que eu aprecio para estar no Top, mas agora é que vi que não leio muito este género - leio mais livros por autores do que autores por assim dizer.
Livros lidos: 6


Podem ver o da Cata aqui e o da Sandra aqui.

E, pronto, chegou ao fim. 
Sim, nota-se que ainda sou verdinha nisto. 
Ainda tenho muito que ler. Que pena -.-''

Comments

  1. Dois tops no mesmo dia?? Vou morrer! :D
    Que bom, obrigada!
    Desejo muito poder publicar mais, que é a incógnita de sempre, e continuar a agradar... a outra incógnita.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Nada a agradecer!
      Nós, leitores, também estamos ansiosos, mas o Monster sempre vai dando para matar saudades!

      Delete
  2. Ainda não li A Filha do Barão. Podem bater-me, porque eu tenho-o, quero ler e ainda nada -_-
    Metemos a Carla na mesma posição eheheh
    A Kleypas desiludiu-me nos Hathaways e nunca mais lhe peguei. Sou uma coisa ruim.
    Lara Adrian tenho que avançar. Parei antes do Cinzas.
    Sherrilyn Kenyon enjoei e desisti depois de ter tentado ler Styxx.
    Ward já quis ler, mas hoje passo.
    Paulinna fico-me pelo primeiro. Gostei muito, mas já não me atrai.
    Liliana Lavado, li 2 :D
    Fim de comentário salada russa À la Cata.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Tens de ler A Filha do Barão, eu sinceramente coloquei os nomes pela ordem que me lembrei, porque não consigo uma hierarquia justa.
      Kleypas: nunca li essa série e acho que me fico pelas Wallflower
      Lara Adrian, tive aquela fase em que só li o primeiro e depois tudo a eito.
      Sk... nunca li o do Styxx lol
      Ward, queria ler a outra saga dela, mas há opinioes controversas e ainda não tive coragem.
      As outras, acaba por ser um bocado gosto pessoal, compreendo perfeitamente as tuas reservas, porque embora as tenha tido isso não fez diminuir a minha cotação.

      Delete

Post a Comment

Deixa aqui as tuas epifanias ^^
A gerência agradece :)

Popular posts from this blog

Contos| 5 ideias para escrever

Depois de um mês que foi um D E S A S T R E, surge Março com a luz ao fundo do túnel. 
Ainda estou doente, mas se não me puser de pé o corpo e a mente habituam-se ao bem bom da caminha e não pode ser. Chega de mandriar. De pé, decidi escrever. Como se uma coisa tivesse a ver com a outra...
Eu repito: decidi escrever. Em 2013 terminei o meu primeiro draft e fiquei com menos um esqueleto na gaveta com a promessa de reduzir os restantes. Em 2014, peguei-lhe e dei-lhe uma volta de 180º, integrei muitas coisas, novas situações, personagens, twists, mas... achei que ME faltava algo enquanto escrevinhadora, talvez mais experiência como leitora. Vai daí, deixei as ideias em lume brando e dediquei-me à leitura; li de tudo, li muito, li livros pequenos e grandes, em português e inglês, físicos e e-books. 
Em 2015, propus-me a terminá-lo. E quem anda nas ruas do editanço e etc e tal, sabe como funciona. Aiiii, que isto está tão bom. Hãããn qu'é que andaste a beber?!?! Está horrível! Fui eu que e…

"A Grande Revelação", de Julia Quinn

Goodreads
Opinião
Quando se trata de Julia Quinn, não consigo ser imparcial. Não, correcção: não sei ser imparcial. Para falar a verdade, não que o seja nos outros livros que leio, mas com esta autora é diferente.
Este livro é especial, por muitos motivos. Um deles é ter revelado o GRANDE segredo que é absolutamente fenomenal. Ainda outro prende-se pelo dom que ambos os protagonistas têm em comum. Um gosto que também é o meu... e não, não vou dizer qual é porque seria um spoiler de todo o tamanho. Esperei muito tempo – talvez umas duas semanas para comprar o livro que eu pensava que sairia a dia 27 de janeiro, e mais duas semanas para comprá-lo efectivamente depois do lançamento - mas, puf, isto não é nada certo? Nada, comparado com os meses que ficarei à seca à espera do 5#, oh dear Lord…Focando a história, que isso é que importa, tinha muitas expectativas sobre ela. Quando lemos um ou dois livros de uma dada autora, ainda é como a outra. É novidade e, por gostarmos tanto, tanto, tanto,…

yWriter

Nota aos LeitoresDecidi partilhar algumas dicas, programas, sites, etc que me têm ajudado a desempenar na escrita. Incrível foi eu já ter este post escrito e agendado e alguém me dizer: tenta usar a escrita e o blogue como "testemunho" e não como "confidência". Por isso, eis-me aqui... com uma dica que me tem realmente ajudado! 
 *

Utilizo este programa há uns anos e só tenho coisas boas a dizer!

O que é yWriter?